domingo, 12 de setembro de 2010

Sempre Ob...

Por Rosa Amélia
Escuro, obscuro!
Visão, observação...

Claro, obsclaro?
Tesão, obstrução...

rsrsrsrsrsrsrs

Trabalho,
Canso,
Rio,
Corro,
Canso,
Durmo,
Vivo,
Trabalho,
Obstinada..

Obstinadamente...

Obstinada mente.

Mente obstinada...

Pra quê?



Um comentário:

Thiago Zucarini disse...

Muito legal, Rosa! Como se o eu-lírico sempre estivesse em alerta e sempre com alguma coisa pra fazer. Lembra nossa época, não? =)

No mais, você anda vendo meu blog? Coloquei muita coisa lá.

Depois da uma entrada: http://incelencamalditadopavor.blogspot.com/

Beijos!