terça-feira, 17 de março de 2009

Penso, logo recito!

A existência humana, de acordo com o pensamento cartesiano, depende da prática de pensar.
Descartes foi um filósofo, matemático revolucionário durante a Idade Média, que me fez pensar sobre a existência. Assim que li a tirinha abaixo, pensei em Descartes, Platão (tanto o filosófo quanto o persagem da tira) e em mim mesma. Vamos ao leia mais.

Fontehttp://www.universia.com.br
Por Rosamélia
Penso, logo existo.
Talvez!
Agora, depois de muito pensar,
Imagino que o existir
tem a ver com o sentir.
Será?
Aí vem a cultura e diz:
Penso, logo recito.
Existo
Ou recito?
Reciclo.
Para recitar
Preciso pensar,
Para pensar,
Preciso existir.
Será que existo?
Ah, que vã é a nossa existência!
Tudo gira
um(a) cor(ação) gira em outra que gera outro que gira em outro que gera outra!
Vale a pena existir? Ou vale a pena viver apenas?
Mas para viver é preciso existir!
Talvez!
Quero ser, sonhar, viver para
A vida cantar
E nos meus versos
Poder recitar!
E um novo mundo engendrar!
Talvez, isso seja existir!
Pensar!
Recitar!
E tudo mais descartar!
Ou reciclar?

3 comentários:

Leonardo Arruda disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!
Eu tava com esse mesmo pensamento sobre o TCC de graduação mesmo...

xD

Ninhodeninha disse...

Hummm...
Essa tal época "Pós-Moderna"...
Mais o legal é que a própria poesia
é cheia de interrogações...
Será?
Ué...não vivemos no caos!!
Será????
Ah, deixo pra Rosa responder...

Bjos!! Tô adorando o blog!!

Rosamélia disse...

Será que isso tudo tem a ver com a pós-modernidade? Acho que o homem vive no caos desde sempre. A diferença é que o caos agora parece mais uniforme. Bom, eu acho!!! Talvez... Vou pensar sobre isso depois, será que vale a pena?