sábado, 13 de junho de 2009

Fiel representação

Românticos

Composição: Vander Lee

Românticos são poucos
Românticos são loucos
Desvairados

Que querem ser o outro
Que pensam que o outro
É o paraíso...


Românticos são lindos
Românticos são limpos
E pirados
Que choram com baladas
Que amam sem vergonha
E sem juízo...

São tipos populares
Que vivem pelos bares
E mesmo certos
Vão pedir perdão

Que passam a noite em claro
Conhecem o gosto raro
De amar sem medo
De outra desilusão...


Romântico
É uma espécie em extinção!
Romântico
É uma espécie em extinção!

Românticos são poucos
Românticos são loucos

Como eu!
Românticos são loucos
Românticos são poucos
Como eu! Como eu!



Digite aqui o resto do post

4 comentários:

Elayne disse...

Rosa Amélia,
Incluo-me nesta loucura também!
Não importa o que aconteça ou o que façam... Não permito que tirem esta doce loucura de mim.

Rosa, deparei-me com um poema de Carlos Drumond Andrade, e veja que delicia o que ele falou de você:

Rosa
e todas as rimas
Rosa
e os perfumes todos
Rosa
no florindo espelho
Rosa
na brancura branca
Rosa
no carmim da hora
Rosa
no brinco e pulseira
Rosa
no deslumbramento
Rosa
no distanciamento
Rosa
no que não foi escrito
Rosa
no que deixou de ser dito
Rosa
pétala a pétala
despetalirosada

Beijos
Elayne

Rafaela disse...

São poucos e loucos como nós!
Adorei esse post! Pena que o youtube travou aqui, mas vou conferir essa música logo logo.
Existe coisa mais bonita do que ser um romântivo irremediável?
*___*

Lua da Paz disse...

Quase não se fabricam mais. É bonita essa coisa toda, mas dá um trabai!!
Mata, vive. Rouba tudo, as gravatas, as meias, o pensamento... Rouba o medo da morte.

Rosamélia disse...

É... dá trabai, sinsinhora... Mas é tão bão... Cum todo o trabai que eu tenho inda num me rependo...
Beijo...