sábado, 13 de junho de 2009

Nem sei o que há!


Rosamélia
Nem sei o que há por trás desse olhar...
Um olhar que brinca de esconde esconde...
Que não se deixa revelar.
Um olhar que foge, que busca,
Que é puro paradoxo!

Nem sei o que há por trás dessa mente...
Uma mente que brinca de ser e ser...
Que tenta se revelar.
Uma mente que descobre e encobre.
Que é puro paradoxo!

Nem sei o que há por trás desse corpo...
Um corpo que brinca de sedução...
Que se deixa entrever.
Um corpo que sente dor e prazer.
Que é puro paradoxo!

Nem sei por onde andam esses pés...
Pés que correm pra lá e pra cá...
Que se deixam cansar!
Pés que sentem o peso do dia.
Que vivem a trabalhar!

Nem sei o que há nessas mãos...
Mãos que brincam de acariciar...
Que se escondem na hora de amar!
Mãos que sentem o peso do dia.
Que deseja viver no paraíso!

Nem sei o que há dentro desse coração...
Um coração que não brinca de amar...
Ou será que brinca?
Um coração que ama e delira.
Que deseja tudo, menos ser paradoxo!


Destino é o que sai de você e enfrenta o mundo.
Longe é o lugar onde nunca se vai.

Digite aqui o resto do post

3 comentários:

Rafaela disse...

Oh my God!

Lindo, amei, amei! *__*

Larissa disse...

Que lindo Rosinhaa!!! :D
gostei mesmo!
essa é minha professora de português :D
;*

Júlio disse...

Que bela essa Rosa que Amélia entre palavras.