segunda-feira, 30 de maio de 2011

Obviedades

Por Rosa Amélia
Obviedades tão obscuras...
Obstrução da razão..
Obtém de nós
Obsessividades
Obsessão...
Tornamo-nos obsoletos.
Perdemos o senso de observação.
Nossa ignorância torna-se obscena.
Faz-nos obcecados,
Obstáveis.
Obsolentes.
Ignorãncia obstúpida.
Obstáculo para o pleno devir
do coração.

Um comentário:

A. Le Savoldi disse...

Nossa, perfeito poema de obviedades! Aplausos de um coração sem obstáculo ;D

Sempre é bom ler-te, flor!
PARABÉNS PELO TALENTO!