quinta-feira, 30 de julho de 2015

Desconstruir


Cada dia que passa me impressiona mais e mais a habilidade humana de desconstrução. Desconstruir é bom, se for para, depois, reconstruir. Aprendi isso pela literatura. Desconstruir sem construir assola. As relações não podem ser apenas desconstruídas. A mão que desconstrói deve promover a renovação. Do contrário ela - a mão - revela a pior e mais triste marca da humanidade.

Nenhum comentário: